Dicas

Balanço Geral New York Fashion Week

30/10/2015



A semana de moda de Nova York se encerrou na última semana 10-09 / 18-09. Uma semana de muitas mudanças, não somente mudanças estéticas, de tendências e de celeridades que marcaram presença nos desfiles, mas em questões estruturais. Uma delas foi a saída da grande patrocinadora Mercedes Benz que dava nome ao evento - Mercedes Benz Fashion Week, passando agora a ser apenas New York Fashion Week - NYFW, e a saída da "sede" do evento no Lincon Center, onde desde 2009 com a entrada da Mercedez os desfiles aconteciam e mudando-se para o centro de Manhattan. Nada mais digno para o burburinho "fashionista" para essa época e para movimentar o mercado com compras!!!

A New York Fashion Week tem uma característica muito marcante que é a de conseguir transmitir de uma forma comercial as tendências e comportamentos vigentes. Americanos aficionados por consumo querem em seus shows instigar desejo, sensorial idade e desejo de compra de imediato! O que vemos nas passarelas americanas chegam nos "corners" - ou prateleiras 6 meses depois de terem sido desfiladas. Contudo elas conseguem ser tão pontuais que ajudam no desenvolvimento do que estamos produzindo agora, para a estação seguinte já, isso porque o mercado brasileiro, por ter um atraso com relação as semanas de moda do hemisfério norte acaba "queimando tendências" e se apropriando do que já veem nas passarelas. Muito mais por ter um mercado sedento de novidades. No entanto o que é novidade hoje no mercado?!

Se o verão é a estação do calor então os designer apostaram em leveza, exemplo fortíssimo as peças da Givenchy que são uma mistura de "baby doll" com alfaiataria desconstruída. Não se perdeu em nada a feminilidade, contudo o guarda roupa feminino irá estar repleto de referências masculinas em um estilo "gender", demonstrando força e poder como ícones sociais a ativos construtores de um mundo e novos comportamentos.

Fazendo uma análise separamos três painéis com o que veremos acontecendo em nosso mercado com relação a prints/estampas, cores, modelagens e materiais. Esse post é para salientar e chamar a atenção pois já neste verão podemos ver traços do que foi desfilado nesta semana!
Continuando com as apropriações dos "moods", do espírito das coleções, voltadas aos anos 70, 60, futurista e a um nomadismo urbano já começamos nos inspirar para estampas e composições que serão lançadas neste verão ainda!







Étnico Total
Referências fortes para o estampado rotativo são temáticas que tem o étnico ainda como o pano de fundo em mais uma coleção. A exemplo do movimento "power flowers'" da década de 70 se revisita o poder dos florais como propostas que transmitam muita leveza e conforto, já que o verão pede muita disto para enfrentar as altas temperaturas. Desfiles como da Coach e Tommy propuseram um patch work de referências florais e gravatarias, contudo com uma pegada cada vez mais rock, não tão "paz e amor" como vínhamos vendo nas estações passadas.

Floral Voyajer
Ainda acompanhando uma sociedade que precisa de relax, de roupas soltas, versáteis e confortáveis, voltadas a esportividade e a espiritualidade do ser como figura existente no mundo. O tema Floral Voyager apresentado por Oscar de La Renta vai buscar nos cravos espanhóis como elemento romântico e sexy. Já Mara Hoffman aposta no bucólico modernista, nada de ser clichê. Para ela parece que o campo é o novo cenário de uma era que não tem nada a ver com o Rococó, deve ser prático e gracioso sem deixar o poder feminino de lado, podendo ser estampas maxi/exageradas.

Tribal Urbano
Givenchy reforça seu poder tribal - aqui falando como agregação de pessoas que se unem por sua fé, ideologias, sociedade - num desfile performático com a direção criativa de Marina Abramovic, que falava sobre o amor entre todas essas tribos. Não é o estampado que se vê no desfile mas sua inspiração tribal que queremos reforçar e que guiará a estação. O mesmo o corre com Max Azria, um roque tribal na Diesel e a Escada com elementos clássicos e barrocos.

Colors Trends
A cartela de cores é vibrante, nada de pastéis! Tons intensos e cítricos contrapõe com a coqueluche que será o rosa quartzo que do inverno se manterá para o verão. Outra cor destaque é o amarelo Minion. Intensidade não vai faltar segundo as propostas dos designer americanos.



Da Esquerda à direita superior: Carolina Herrera; Coach; Custo Barcelona; Carolina Herrera; Boss.
Da esquerda para a direita inferior: Escada; Fendi (Milão); J.Crew; Paral Gurung; Proenza Schouler.